Liziane Bayer alerta sobre o aumento de casos de suicídio entre jovens

Atualizado: Set 15

Em simpósio sobre o tema, a parlamentar destacou que a pandemia do coronavírus agravou o quadro de sofrimento de vários grupos, como os adolescentes


Durante o II Simpósio Nacional de Prevenção do Suicídio e Automutilação, promovido pela Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (10), a secretária-geral da Frente Parlamentar de Prevenção ao Suicídio e a Automutilação, deputada federal Liziane Bayer (PSB), ressaltou a importância de falar sobre o tema especialmente agora, neste tempo de pandemia, onde o aumento dos problemas emocionais merecem destaque.

"Na Câmara, defendo que esse é um tema de saúde pública. A prevenção deve ser prioridade, com políticas multissetoriais e ampla difusão de informações. Precisamos agir e proteger quem precisa, com zelo para vencermos essa batalha", destacou Liziane.

Os participantes do debate também consideraram necessário o fim do tabu em falar desses temas e a eliminação do preconceito contra pessoas que têm doenças como ansiedade, depressão e transtorno bipolar. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, são 11 mil vítimas de suicídio por ano.


Durante o simpósio, a frente lançou quatro cartilhas digitais sobre prevenção, voltadas ao público em geral e a grupos específicos, como jovens e idosos. Outra campanha, chamada “Acolha a Vida”, está sendo lançada pela Secretaria Nacional da Família. As duas ações fazem parte do Setembro Amarelo, um mês de mobilização na luta contra o suicídio.


O II Simpósio Nacional de Prevenção ao Suicídio e à Automutilação continua no dia 16, a partir das 15 horas, também por meio de videoconferência. Você poderá acompanhar pelo site: www.camara.leg.br





004-whatsapp.png

CLIQUE NO ÍCONE

PARA RECEBER NOSSAS NOVIDADES PELO WHATSAPP

© 2019 por comunicação Gabinete Liziane Bayer